Ford usa cidade simulada para testar carro sem motorista

Cidade experimental criada pela Universidade de Michigan reproduz situações reais de trânsito do ambiente urbano.

Em julho desse ano, a Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, inaugurou uma espécie de “cidade experimental” criada para reproduzir com realismo diversas situações encontradas em uma cidade real.

Batizada de MCity, o projeto integra o Centro de Transformação da Mobilidade da universidade e tem como vocação ser palco para o teste de tecnologias de vanguarda, como sistemas autônomos veiculares, ou em outras palavras, carros sem motorista.

Na sexta-feira (13), a Ford anunciou que começou a usar a facilidade para testar seu veículo de pesquisa, um Ford Fusion Hybrid que combina tecnologias atuais de assistência ao motorista – como câmeras dianteiras, radares e sensores ultrassônicos – e quatro sensores LiDAR que geram um mapa 3D em tempo real do ambiente ao redor do veículo.

“A Mcity oferece um ambiente urbano desafiador e ao mesmo tempo seguro para testar e aprimorar, continuamente, as novas tecnologias da nossa frota de veículos autônomos”, diz Raj Nair, vice-presidente de Desenvolvimento do Produto Global da Ford. “É um passo importante para melhorar a mobilidade e a vida de milhões de pessoas”.

Segundo a companhia, a Ford é a primeira fabricante a usar a cidade simulada para testar a tecnologia de carros autônomos.

Com 130 mil metros quadrados, a Mcity reproduz situações reais de trânsito do ambiente urbano – como atravessar um farol vermelho – que não podem ser testadas em vias públicas.

Ela tem semáforos, faixas de pedestres, pistas demarcadas, guias, ciclovias, árvores, hidrantes, calçadas, placas de trânsito e até barreiras de obras. Conta também com diversos tipos de piso, como concreto, asfalto, pedra e terra, além de rampas, rotatórias e túneis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat